MEI: Qual o valor e como solicitar o Auxílio-doença?

O MEI (microempreendedor individual) possui várias vantagens e algumas delas é a garantia de benefícios previdenciários tais como aposentadoria, salário-maternidade, auxílio-doença, dentre outros.

O trabalhador formalizado como MEI garante direito ao auxílio-doença e caso encontre algum eventual empecilho em seu trabalho, terá suporte da previdência para conseguir manter seu sustento, por meio do auxílio-doença.

O que é um MEI?

O MEI, que é o Microempreendedor Individual, é um modelo empresarial simplificado, instituído pela Lei Complementar nº 128, de 19 de dezembro de 2008, com o propósito de facilitar a formalização das atividades de quem trabalha de maneira autônoma.

Como se formalizar como MEI?

Para se formalizar como MEI, é necessário preencher alguns requisitos tais como o limite de faturamento anual, a quantidade de funcionários que podem ser contratados e o tipo de atividade econômica exercida.

Atualmente, o limite de faturamento MEI é de, no máximo, R$ 81 mil ao ano, mas há projeto em tramitação para aumentar esse valor. Quanto ao número de funcionários, um empreendedor MEI pode contratar até 1 (um) colaborador, que esse deve ser pago, no mínimo, um salário mínimo nacional ou o piso determinado pela respectiva categoria.

Em relação às atividades econômicas, não pode ser MEI quem exerce atividades intelectuais, tais como médicos, engenheiros, dentistas, advogados e psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, entre outros.

Um empreendedor que deseja abrir a sua empresa como MEI, também deve observar as seguintes restrições:

  • Não ter sócios no negócio que está sendo aberto;
  • Não ter outra empresa aberta em seu nome;
  • Não participar de outro negócio, seja como sócio, seja como administrador.

MEI tem direito a auxílio-doença?

O MEI tem direito a auxílio-doença, que concedido para os contribuintes, que se encontrarem temporariamente incapazes de exercer a atividade profissional e não tiverem o auxílio de nenhum funcionário.

O auxílio-doença é um benefício pago aos trabalhadores que adoecem por mais de 15 dias consecutivos, sendo os primeiros 15 dias pagos pela empresa e, a partir do 16º dia, via INSS.

De acordo com as regras, os contribuintes como o MEI recebem os valores a partir do primeiro dia de incapacidade, desde que todos os três requisitos a seguir sejam cumpridos:

  1. Incapacidade para o trabalho ou para a atividade habitual (mediante comprovação da perícia médica);
  2. Cumprimento do período de carência (mínimo de 12 contribuições) com exceção de acidente de qualquer natureza e doenças devidamente catalogadas pelo órgão competente;
  3. Qualidade de segurado do INSS (estar contribuindo).

Valor do auxílio-doença

O valor do auxílio-doença equivale a 91% da média salarial do segurado, e seu valor mensal não pode ser inferior a um salário mínimo.

A finalização do auxílio-doença do INSS para MEI acontecerá quando o segurado recuperar sua capacidade laboral, ou, se a incapacidade persistir, poderá ser transformado em aposentadoria por invalidez.

Mas, para ter direito aos benefícios previdenciários do INSS garantidos ao MEI, é necessário pagar mensalmente o Documento de Arrecadação Simplificada do Microempreendedor Individual (DAS-MEI), cujo vencimento é no dia 20 de cada mês e as contribuições devem estar em dia.

Como o MEI pode solicitar o auxílio-doença?

Importante lembrar que, para requerer o auxílio-doença, o segurado não precisa ir até uma das agências do INSS.

O procedimento pode ser realizado de forma remota ao ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 135. O MEI também pode acessar a plataforma Meu INSS, disponível tanto para computadores quanto aparelhos celulares.

Ao acessar a plataforma do Meu INSS, procure pela opção “agendamentos/solicitações” e não se esqueça de enviar os documentos que comprovam o seu pedido.

Será agendada uma data para a realização da perícia médica e o requerente de levar toda a documentação, que comprove sua incapacidade como: atestados médicos, exames, laudos e relatórios que indicam a data do início da incapacidade.

O número de parcelas de auxílio-doença dependerá da incapacidade temporária em que o segurado estiver acometido. Dessa forma, deve durar enquanto persistir a incapacidade e quem irá definir o tempo total é o médico perito do INSS.

Está precisando um Cartão de Crédito?

Cartão de Crédito Santander SX

Você sabia que o Santander oferece cartão de crédito sem anuidade? Para conseguir o benefício é preciso gastar R$ 100 em compras ou cadastrar CPF e celular como chaves Pix no Santander. Veja mais benefícios do cartão de crédito Santander SX:
  • Cartão Online: faça compras na internet antes do seu cartão físico chegar
  • Santander Pass: seu cartão em forma de pulseira, tag para relógio e adesivo.
  • Aproximou, pagou.
  • App Way: acompanhe seus gastos em tempo real e controle seu limite de onde estiver.
  • Descontos em diversos parceiros Esfera.
  • Vai de Visa: tenha acesso a ofertas especiais em lojas e restaurantes.
  • Saque de dinheiro no crédito: faça saques na função crédito e pague só quando chegar a fatura.
  • Parcelamento de fatura em até 24x: tenha mais flexibilidade para pagar a fatura do seu cartão.
Veja mais informações sobre o cartão de crédito Santander SX
0 comments… add one

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.