Auxílio Emergencial 2021: quantidade de parcelas e valor da prorrogação

O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou que a nova rodada da prorrogação do auxílio emergencial 2021 terá três meses. O benefício será pago até o mês de outubro, quando o governo tem a pretensão de finalizar a vacinação da população adulta.

Guedes disse que a prorrogação do auxílio emergencial por mais três meses tem aval da equipe econômica. E vale lembrar que no dia 15 de junho o presidente Jair Bolsonaro confirmou que a prorrogação ocorreria por mais 2 ou 3 parcelas.

A ideia é que a prorrogação seja uma continuidade do benefício e, por isso, os valores devem ser mantidos, ou seja, em princípio não haverá aumento do valor para R$600. Atualmente, o auxílio emergencial é de R$ 150 a R$ 375, a depender da configuração familiar.

A ideia do governo é editar uma medida provisória e custear a ampliação do auxílio emergencial com créditos extraordinários.

No início de junho o ministro já havia sinalizado a possibilidade da prorrogação, condicionada à situação da pandemia e ao andamento da vacinação da população adulta no país. “Mais dois ou três meses, porque a pandemia está ai. […] Vamos renovar o auxílio e logo depois entra o novo Bolsa Família já reforçado”, declarou Guedes no dia.

0 comments… add one

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.