Novo ministro promete apresentar novo Bolsa Família em fevereiro

O novo ministro do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias (PT), do mesmo partido que o atual presidente da república, anunciou na última quarta-feira, dia 11 de janeiro de 2023, que, no mês de fevereiro, irá apresentar a proposta de um novo Bolsa Família.

De acordo com o ministro, o programa social passará a ter o foco na integração com o Sistema Único de Assistência Social (SUAS), assim como na atualização das inscrições do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Ao sair de uma reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Palácio do Planalto, o ministro declarou que, a partir do mês de fevereiro, o governo federal vai começar a fazer uma busca ativa para incluir os brasileiros que se encontram fora do programa.

Além disso, o programa Bolsa Família vai começar a pagar R$ 150 reais por mês para quem tem filhos menores de 6 (seis) anos de idade. Os pagamentos estão previstos para começar a serem feitos a partir do mês de março desse ano.

Outro objetivo que está nos planos do novo governo é o de atualizar cerca de 10 (dez) milhões de benefícios que estão apresentando “indícios de irregularidades”, ou seja, os cadastros indevidos e que acabam por gerar pagamentos do Bolsa Família para quem não tem direito a ele.

O que disse o ministro sobre o Bolsa Família 2023

De acordo com as palavras do ministro:

É uma parte considerável que estará passando pelo crivo dessas atualizações. São cerca de 10 milhões de benefícios, e desses, temos cerca de seis milhões que são aqueles que estamos olhando com uma certa prioridade, que é onde estão as famílias unipessoais, que entraram principalmente nesse último período agora”.

Por fim, o ministro ainda complementou a sua explicação ao dizer que: “estamos sempre com o foco em garantir que a gente tenha todo o cuidado com aqueles que mais precisam do dinheiro do Bolsa Família todo mês”.

Wellington Dias ainda fez questão de ressaltar que a meta do atual governo é a de que, ainda durante o mandato, seja possível tirar o Brasil do Mapa da Fome e da Insegurança Alimentar e Nutricional. Com toda a certeza, uma meta ambiciosa.

0 comments… add one

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.