Calendário do Auxílio Emergencial para Janeiro de 2021

Nesta segunda feira, dia 11 de janeiro, a Caixa Econômica Federal libera para transferências e saques, as últimas parcelas do auxílio emergencial. O benefício será disponibilizado para os aniversariantes do mês de maio que não fazem parte do programa Bolsa Família.

Os beneficiários que fazem parte desse grupo já tinham o valor depositado em conta no aplicativo digital Caixa Tem, que foi aos poucos liberado entre o dia 29 de novembro e o dia 17 de dezembro, no entanto, não era possível efetuar o saque ou transferência desses valores para contas, em virtude das regras adotadas pela CEF desde o início do pagamento do auxílio, em abril de 2020, quando a pandemia ocasionada pelo novo coronavírus começou.

Pagamentos

Para os grupos que têm direito de receber o auxílio emergencial, no entanto, não fazem parte do programa Bolsa Família, foi disponibilizado os valores de acordo com o ciclo de pagamento e a data de aniversário, conforme regras estabelecidas pelo Governo Federal, em parceria com os ministérios e com a Caixa.

A cada novo ciclo de pagamento do auxílio, todos, independente de qual grupo pertencem e qual a data de aniversário, possuem o direito de receber ao menos uma parcela do benefício.

A Caixa segue a metodologia estipulada de acordo com o mês de nascimento de cada beneficiário do programa para liberar o pagamento do auxílio. Isto é, conforme a data de aniversário de cada pessoa, existe um calendário específico para disponibilização do valor em conta no Caixa Tem.

No entanto, esse calendário disponibilizado pela CEF possui dois estágios. Em um primeiro momento, o dinheiro cedido aos beneficiários era depositado na conta dos cidadãos, que a Caixa criou especificamente para esse fim. Esse valor disponibilizado nessa etapa era disponível apenas para efetuar transações através do próprio aplicativo, como o pagamento de contas por boleto ou recarga de celular.

Já na segunda etapa dos pagamentos correspondente a cada calendário disponibilizado de acordo com o cronograma, os valores residuais que permaneciam na conta dos clientes eram disponibilizados para sangues e transferências para outros bancos. Ou seja, se por alguma razão, o cliente não utilizasse o valor na primeira etapa, poderia proceder com o saque ou transferência para sua conta no dia específico.

No calendário abaixo, é possível verificar as datas disponibilizadas pela CEF para saques e transferências correspondentes ao ciclo 5 e 6 do auxílio emergencial. Ou seja, quando o cliente receber a autorização, terá disponível o valor integral para efetuar o saque dos valores, dando encerramento oficial do Programa de transferência de renda, Auxílio Emergencial.

Ciclo 5 e 6:

Mês de aniversário Depósito ciclo 5 Depósito ciclo 6 Saques
Janeiro 22/nov 13/dez 19/dez
Fevereiro 23/nov 13/dez 19/dez
Março 25/nov 14/dez 4/jan
Abril 27/nov 16/dez 6/jan
Maio 29/nov 17/dez 11/jan
Junho 30/nov 18/dez 13/jan
Julho 2/dez 20/dez 15/jan
Agosto 4/dez 20/dez 18/jan
Setembro 6/dez 21/dez 20/jan
Outubro 9/dez 23/dez 22/jan
Novembro 11/dez 28/dez 25/jan
Dezembro 12/dez 29/dez 27/jan

Atualmente, cerca de 1,2 milhões de pessoas que receberam o depósito do auxílio emergencial seguindo um cronograma dos demais, receberão as parcelas finais em datas diferentes das demais pessoas.

Esse grupo foi incluído após adendos da lei, que, inicialmente contemplava apenas trabalhadores informais, vindo a abranger também as famílias de baixa renda.

Parcelas do auxílio emergencial

Para contabilizar a quantidade total de parcela que o beneficiário teve direito de receber, depende de qual mês ele iniciou o recebimento do benefício.

O máximo recebido por cada cidadão é nove parcelas, uma vez que as cinco primeiras parcelas eram no valor de R$ 600 e as quatro últimas parcelas, no valor de R$ 300.

  • Quem recebeu logo no início, que foi a partir de 1ª em abril, recebeu 9 parcelas;
  • Quem recebeu a partir de 1ª em maio, recebeu 8 parcelas;
  • Quem recebeu a partir do dia 1ª em junho, recebeu 7 parcelas;
  • Quem recebeu a partir de 1ª em julho, recebeu 6 parcelas; e
  • Quem recebeu a partir do dia 1ª a partir de agosto, recebeu 5 parcelas.

Para mulheres que são consideradas como chefes de família, elas possuem o direito ao pagamento no valor de duas cotas. Então, as cinco primeiras parcelas para esse grupo foram de R$ 1.200, enquanto as quatro últimas foram de R$ 600.

0 comments… add one

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.