Dataprev libera consulta do Auxílio Emergencial para aprovados de julho

O Governo Federal fez a liberação de consultas para o pagamento do Auxílio Emergencial do mês de julho. Vale lembrar que o coronavoucher foi estendido. E com isso, o Ministério da Cidadania começou a fazer análises mensais para, de fato, avaliar quem vai ter acesso às novas parcelas de até R$ 375 reais.

Por isso, o cidadão que atualmente é um beneficiário do Auxílio Emergencial deve acessar o site oficial da Dataprev para, dessa forma, avaliar o seu cadastro. Afinal, é muito importante saber se vai continuar recebendo as novas parcelas do Auxílio Emergencial nos próximos meses. Principalmente para quem depende deste dinheiro para organizar o orçamento doméstico e familiar.

A liberação das novas parcelas do Auxílio Emergencial segue movimentando as equipes da Caixa Econômica Federal (CEF). Afinal, a Caixa Econômica Federal é a instituição financeira pública que tem a responsabilidade de fazer o repasse destes pagamentos para os cidadãos brasileiros. E não poderia ser diferente, uma vez que o banco Caixa tem esse histórico de ser o braço auxiliar do Governo Federal em termos de administração dos benefícios sociais que são liberados pela União, seja de forma temporária ou permanente.

Desde o último dia 17 de julho de 2021, o Governo Federal está fazendo os depósitos para os beneficiários do Auxílio Emergencial que se encontram vinculados ao programa social por meio dos sistemas públicos do Cadastro Único, o popular CadÚnico. No entanto, é necessário fazer a consulta do nome na pasta orçamentária do programa para saber se está listado como beneficiário. Caso contrário, as novas parcelas do Auxílio Emergencial não vão ser pagas para quem não estiver aprovado.

Consulta do Auxílio Emergencial

Com a justificativa da necessidade de combater as possíveis fraudes que podem acontecer no âmbito dos pagamentos das novas parcelas do Auxílio Emergencial, o Governo Federal está realizando um processo intenso de fiscalização no programa, assim como tem feito uma série de cortes mensais na folha de pagamento do benefício social.

Afinal, vale lembrar que, em outras ocasiões anteriormente, o presidente Jair Bolsonaro (atualmente sem partido político) já havia alertado de que isso aconteceria em algum momento. O mais breve que fosse possível.

Em outras palavras, isso significa que a Dataprev faz uma operação que é conhecida como Operação Pente Fino nos dados e nas documentações dos beneficiários do Auxílio Emergencial a cada mês.

Lembrando que o objetivo de tais operações Pente Fino da Dataprev é o de confirmar se os beneficiários do Auxílio Emergencial estão, de fato, aptos para receber as novas parcelas ou não. E se durante a Operação Pente Fino, a Dataprev confirmar que um determinado beneficiário não mais cumpre algum dos requisitos para receber as novas parcelas do Auxílio Emergencial, isso significa que este cidadão vai parar de receber o benefício social. Ou seja, o Dataprev pode fazer um corte nos pagamentos do Auxílio Emergencial dos beneficiários que não estão de acordo com os requisitos do programa social.

Ao longo desta última semana do mês de julho, as pessoas que ainda não foram contempladas com o Auxílio Emergencial devem entrar no site da Dataprev para que possam então acompanhar se foram incluídas no novo lote de pagamentos do projeto social. E as pessoas que já entraram com o seu pedido de contestação para a Dataprev devem acessar a plataforma e então verificar se vão ter o pagamento autorizado. Nesse sentido, é muito importante verificar essa informação.

Como consultar Auxílio Emergencial pelo CPF

É possível fazer a consulta do Auxílio Emergencial pelo CPF (Cadastro da Pessoa Física). E para fazer essa consulta do Auxílio Emergencial pelo CPF, o cidadão só precisa acessar o seguinte endereço web: consultaauxilio.dataprev.gov.br.

Uma vez que o site oficial da Dataprev para a consulta do Auxílio Emergencial foi acessado, é preciso informar o seu nome completo, a sua data de nascimento, o número do seu CPF e o nome completo da sua mãe. E então, é só confirmar os dados pessoais que você digitou anteriormente no site e aguardar pela análise digital do Dataprev. Simples assim.

Então, se o seu nome estiver incluído na rodada de pagamentos do Auxílio Emergencial, vai aparecer a confirmação do pagamento na tela. Porém, as pessoas que não foram aprovadas para receber o Auxílio Emergencial pelo Dataprev podem questionar a decisão do órgão público. É a chamada Contestação. E a contestação do Auxílio Emergencial é feita por meio do botão que apresenta a seguinte legenda de “Contestar”.

Logo em seguida, você deve informar mais alguns documentos de identificação pessoal e então concluir a sua solicitação de uma nova análise da Dataprev para o seu caso. Nesse sentido, você tem o prazo máximo de até 10 (dez) dias para concluir a sua contestação do Auxílio Emergencial e logo depois, é só aguardar um retorno do órgão público, que pode ser uma resposta positiva ou negativa sobre o recebimento do benefício posteriormente.

0 comments… add one

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.