Bolsonaro desistiu do Renda Brasil e manterá o Bolsa Família

O presidente Jair Bolsonaro publicou, no perfil pessoal do Twittter, nesta terça-feira, dia 15 de setembro, que desistiu do programa Renda Brasil, que seria uma ampliação do Bolsa Família, que substituiria o auxílio emergencial, previsto para terminar em dezembro de 2020.

Ele estava visivelmente contrariado com manchetes de jornais que diziam que o governo estudava congelar aposentadorias; ou que acabaria com programa de proteção a idosos, e salientou “que até 2022 não irá reformular programas e reiterou o que disse há algumas semanas, que não irá tirar do pobre para dar ao paupérrimo”.

Ele completou ainda na publicação: “Eu já disse há poucas semanas que jamais vou tirar dinheiro dos pobres para dar para os paupérrimos. Quem, porventura, vier a propor uma coisa como essa, eu só posso dar um cartão vermelho para essa pessoa. Gente que não tem um mínimo de coração, um mínimo de entendimento de como vivem os aposentados do Brasil. Vou dizer para vocês. De onde veio? Pode ser que alguém da equipe econômica tenha falado sobre esse assunto. Pode ser. Mas, por parte do governo, jamais vamos congelar salários de aposentados bem como jamais vamos fazer com que o auxílio para idosos e pobres com deficiência seja reduzido para qualquer coisa que seja. Para encerrar: até 2022 no meu governo está proibido falar a palavra Renda Brasil. Vamos continuar com Bolsa Família e ponto final”.

0 comments… add one

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.