Auxílio Emergencial poderá ter a sexta parcela

Milhões de brasileiros estão aguardando a confirmação da prorrogação do auxílio emergencial, e do valor a ser pago nas próximas parcelas. Rodrigo Maia, por exemplo, defende a manutenção do valor de R$ 600 nas próximas parcelas. No entanto, o governo defende que a prorrogação deve ocorrer mas com parcelas menores. A previsão inicial era de três parcelas no valor de R$ 600.

Para o Presidente da República, Jair Bolsonaro, deveria haver uma preparação do beneficiário para o fim do pagamento do auxílio emergencial. Sendo assim, a ideia mais defendida por ele é a de que o pagamento prorrogado deveria ser em valor decrescente, em três parcelas: R$ 500 em julho; R$ 400 em agosto e R$ 300 em setembro.

Dessa forma, o auxílio emergencial ocorreria por mais três meses, e não dois, como tem sido bastante comentado nos últimos dias. Esse tempo seria suficiente para o governo divulgar mais detalhes sobre o programa Renda Brasil, que deve reunir vários outros programas sociais.

De acordo com Paulo Guedes, ministro da Economia, o governo teria condições apenas de pagar mais duas parcelas no valor de R$ 300, mas quem decide é o presidente Jair Bolsonaro.

O presidente, por sua vez, já disse que não é possível repetir o pagamento de R$ 600,00 em três parcelas mas, de olho nas pesquisas, quer estender o programa por mais tempo.

Calendário da 3ª parcela

Nesta terça-feira, 23 de junho, o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, confirmou que o calendário de pagamentos da terceira parcela do auxílio emergencial será anunciado nos próximos dias.

“A gente deve anunciar agora nos próximos dias o terceiro calendário”, disse Guimarães durante a abertura do Ciab Febraban, o congresso de tecnologia da informação do setor financeiro, anualmente promovido pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Guimarães disse que mesmo sem esse calendário, cerca de 10 milhões de pessoas já receberam a terceira parcela dos R$ 600, que fazem parte do grupo de beneficiários do Bolsa Família.

Aplicativo Caixa Tem

O calendário da 3ª parcela do auxílio emergencial que será publicado nesta semana será válido para 44,9 milhões de trabalhadores que pediram o auxílio emergencial pelo aplicativo ou pelo site do benefício ou pelo CadÚnico. “Estamos falando de 64 milhões de pessoas que estão recebendo todo mês seu auxílio”, lembrou Guimarães.

Esses trabalhadores devem receber os R$ 600 na poupança social da Caixa, que é movimentada pelo aplicativo Caixa Tem. Para evitar aglomerações nas agências, a Caixa só deve permitir o saque em espécie desses recursos após a conclusão dos pagamentos do Bolsa Família, que neste mês vão até o próximo dia 30.

Cartão de Crédito Sem Anuidade

Muitos trabalhadores estão procurando cortar gastos. E uma das formas de economizar é utilizar um cartão de crédito fornecido por algum banco que não cobre taxa mensal para uso. Veja uma sugestão abaixo:

Santander Free

Acumulando R$100 em compras com o Cartão Free Santander na função crédito em cada fatura, você fica livre da anuidade. Saiba quais são os benefícios desse cartão:

    • Cartão Internacional: O cartão Santander, graças à sua bandeira Mastercard® é aceito na maioria das maquininhas pelo mundo e em compras online.
    • Programa Esfera: Ganhe 1 ponto Esfera a cada R$ 5,00 gastos no cartão. Troque seus pontos por descontos especiais em shopping, restaurantes, viagens e muito mais.
    • Cartões Adicionais Grátis: Você pode solicitar até 5 cartões extras, com limite do cartão titular compartilhado com os demais.
    • Cartão sem conta no Banco: Para você que não é correntista do Santander, saiba que é possível solicitar um cartão. Ah, e se ficou interessado, basta clicar aqui para pedir o seu.

Ficou interessado? Leia mais sobre o Cartão Santander Free.

0 comments… add one

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.