Enem 2020: Como será a realização das provas pelas gestantes e lactantes?

O Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) prevê diversos tipos de atendimento especializado durante a aplicação das provas.

Enem 2020: Como será a realização das provas pelas gestantes e lactantes?

As gestantes e lactantes também tiveram a possibilidade de escolha de recursos de acessibilidade; no momento da inscrição, por isso veja o que muda para essas participantes nos dias das provas.

Para as gestantes, os procedimentos não mudaram, mas para as que estão amamentando (lactantes), o edital do Enem prevê outras medidas, tais como:

  • Tempo adicional de 60 minutos por dia para as que informaram a condição no sistema de inscrição e levarem o lactente (bebê) e o acompanhante adulto no dia da aplicação.
  • A lactante que não levar o bebê não terá tempo adicional.
  • O acompanhante da lactante ficará em sala reservada e será responsável pela guarda do bebê, e não poderá ter acesso à sala de provas. Ele deverá usar mascara durante toda a aplicação do exame.
  • Durante a aplicação das provas, qualquer contato entre a participante lactante e o respectivo acompanhante deverá ser presenciado por um aplicador.
  • A participante deve anexar a certidão de nascimento do bebê, com idade inferior ou igual a um ano, no último dia do exame; ou um laudo que comprove a gestação com o nascimento do bebê próximo a data da aplicação da prova.

O (A) candidato (a) que necessitar de atendimento devido a acidentes ou imprevistos, após o período de inscrição; deverá solicitá-lo via Central de Atendimento; por meio do 0800 616161, em até dez dias antes da aplicação do exame.

O Enem será realizado nos dias 17 e 24 de janeiro de 2021 (versão impressa) e nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021 (versão digital). Não há atendimento especializado na aplicação do Enem Digital.

Atendimento especializado

A cada edição, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) implanta melhorias de acessibilidade e inclusão no Enem.

  • Todas as necessidades adicionais para fazer as provas agora são consideradas como atendimento especializado, que inclui gestantes, lactantes, idosos e estudantes em classe hospitalar e/ou com outras condições específicas.
  • Outra novidade é que participantes com cegueira, surdocegueira, baixa visão ou visão monocular que tiveram o pedido aprovado em 2020, passarão a contar com um programa que possibilita a leitura de textos na tela do computador, desde que solicitado no ato da inscrição.

O Inep recebeu quase 55 mil solicitações de atendimento especializado para as provas do Enem 2020 impresso. Desse total, 47.847 participantes tiveram o pedido aprovado.

O balanço ainda registrou 508 pedidos de atendimento por meio  nome social nas provas do Enem foram atendidos. Os atendimentos especializados são garantidos pela Política de Acessibilidade e Inclusão do Inep a participantes que solicitaram os recursos na inscrição.

0 comments… add one

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.