MEC lança o Programa Educação em Prática para a Educação Básica

O MEC, Ministério da Educação, lançou o Programa Educação em Prática para a Educação Básica, envolvendo o Ensino Fundamental e Médio.

As universidades parceiras disponibilizarão conteúdos, professores e espaços físicos, como laboratórios de ciências, física, robótica, sala de computadores, música e quadras de esporte, por exemplo.

Com o programa, o estudante da educação básica completará a carga horária do currículo escolar e terá acesso a novas oportunidades, em atividades ao aproximar o aprendizado do ensino superior.

Finalidade do Projeto Educação em Prática

O Programa Educação em Prática tem a finalidade de contribuir para a ampliação, com qualidade, da jornada escolar; e para a melhoria da aprendizagem dos estudantes dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio das redes de ensino públicas; por meio da cooperação entre as secretarias de educação ou órgão equivalente e as instituições de ensino superior públicas ou privadas; a ser promovida a partir de uma articulação entre o Ministério da Educação – MEC.

Objetivos

O programa Educação em Prática terá por objetivo:

  • O acesso dos estudantes dos anos finais do ensino fundamental e do 1º ao 3º ano do ensino médio a atividades educacionais alinhadas à Base Nacional Comum Curricular e aos itinerários formativos dos estudantes, no caso do ensino médio; oferecidas por instituições de educação superior públicas ou privadas;
  • Ampliação, com qualidade, da jornada escolar no ensino médio, apoiando a implementação do Ensino Médio em Tempo Integral e o Novo Ensino Médio, previstos na Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, com redação dada pela Lei nº 13.415, de 16 de fevereiro de 2017, e nos anos finais do ensino fundamental;
  • Oportunidade de os estudantes dos cursos de Pedagogia e Licenciaturas das instituições de educação superior vivenciarem experiências práticas nas escolas das redes públicas de educação básica beneficiadas com o Programa Educação em Prática, por meio de estágio supervisionado;
  • Articulação entre as instituições que formam os profissionais do magistério com as redes públicas de educação básica e suas escolas.

Cooperação das Universidades

A participação das instituições de educação superior integrantes das entidades signatárias do acordo de cooperação será efetivada por meio de assinatura de termo de compromisso; a ser firmado por seu dirigente máximo e pelo representante da secretaria de educação; ou órgão correlato responsável pelas redes públicas de educação básica.

As Instituições deverão ter nota 3 ou acima de três no Sinaes, que é o Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior.

O Brasil possui atualmente 2.152 instituições de ensino superior privadas e 296 universidades públicas. Além disso, são 38 institutos federais e dois Centros Federais de Educação Tecnológica.

0 comments… add one

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.