Saque-Aniversário FGTS: Veja o que será alterado pelo governo

Saque aniversário FGTS (Imagem: Divulgação)

Em uma iniciativa que tem como objetivo modernizar e otimizar a relação trabalhista no Brasil, o governo, sob a liderança do ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, propõe um reajuste nas normas vigentes do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A proposta deve ser avaliada pelo Congresso Nacional em breve.

O cerne dessa atualização se concentra na modalidade de saque-aniversário. Segundo o atual sistema, aqueles que se decidem por essa forma de retirada não podem acessar o saldo integral do FGTS em casos de demissão.

No entanto, essa regra, segundo Marinho, é percebida como uma incongruência legislativa que precisa ser revisada.

Diferente de especulações que circularam anteriormente, o objetivo do projeto não é finalizar o saque-aniversário, mas sim assegurar que o trabalhador tenha acesso ao saldo restante em situações de desligamento.

“O cerne da proposta visa garantir direitos e transparência. Antes, muitos trabalhadores eram pegos de surpresa ao descobrir que, após a adesão ao saque-aniversário e uma eventual demissão, havia restrições de acesso ao montante completo por mais de dois anos”, declarou o ministro.

Juntamente com essa revisão, o ministro Marinho também deu destaque ao lançamento do FGTS Digital.

Com esse novo sistema, espera-se uma economia significativa de tempo – até 34 horas mensais – para empresas na gestão e recolhimento de fundos.

A implementação do FGTS Digital almeja trazer mais eficiência para os aproximadamente 4 milhões de empregadores nacionais. “Essa evolução na gestão promete revolucionar e simplificar os processos”, ressaltou Marinho.

Um adendo interessante é que o novo FGTS permitirá transações via Pix, garantindo agilidade e maior transparência para os trabalhadores no acompanhamento dos seus recursos.

O direcionamento atual demonstra o interesse do governo em equilibrar as demandas trabalhistas, priorizando não apenas o ajuste de possíveis falhas legislativas, mas também promovendo inovações que atendam à era digital e às necessidades contemporâneas das empresas e trabalhadores brasileiros.

Sair da versão mobile