Empréstimo Auxílio Brasil acabou: preciso continuar pagando?

Depois de alguns meses de rumores circulando pelas redes sociais, enfim chegou a confirmação. O empréstimo consignado do Auxílio Brasil chegou ao fim. O anúncio em questão foi feito pela nova presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Rita Serrano, durante a sua cerimônia de posse.

A Caixa Econômica Federal (CEF) é o banco estatal que tem a responsabilidade de administrar os pagamentos da transferência de renda federal. Porém, a Caixa era apenas mais uma das várias instituições financeiras que faziam a promoção do empréstimo consignado do Auxílio Brasil para os seus respectivos clientes.

A partir de agora, não há como fazer novas contratações do empréstimo consignado do Auxílio Brasil.

A justificativa que foi apresentada para se realizar a suspensão do consignado do Auxílio Brasil é, na verdade, muito simples. Nesse sentido, a nova presidente Rita Serrano afirmou que as taxas de juros agregados para essa nova modalidade de crédito são extremamente altas.

Inclusive, a declaração acabou por fomentar a promessa de se reduzir as taxas incidentes sobre o empréstimo consignado do programa social que agora volta a ter o nome de Bolsa Família.

O empréstimo consignado do Auxílio Brasil faz a previsão da aplicação de descontos automáticos na folha de pagamentos do beneficiário a cada mês. Nesse sentido, o valor contratado pode ser pago em até 24 (vinte e quatro) vezes, com juros de até 3,5% ao mês. Na oportunidade de sua cerimônia de posse, a nova presidente da Caixa Econômica Federal disse que a atuação do banco público terá como base as perspectivas de perdoar dívidas.

Durante a sua entrevista para os jornalistas que estavam presentes no evento da sua possa, a presidente Rita Serrano deu a seguinte declaração:

Nós estamos suspendendo o consignado do Auxílio Brasil por duas razões: a 1ª é que o Ministério do Desenvolvimento Social vai revisar o cadastro. Não é de bom tom que a gente mantenha, porque não sabemos quem ficará nesse cadastro. E a outra razão é que os juros consignados para essa modalidade são muito altos

Auxílio Brasil

Empréstimo Consignado

Como funcionava o novo crédito?

Antes de mais nada, é muito importante destacar que o empréstimo consignado do Auxílio Brasil é concedido a partir da modalidade do crédito consignado. Nesse modelo, uma vez que o crédito é obtido, o valor das parcelas é descontado de forma direta na folha de pagamentos do cidadão que recebe o seu benefício social todo mês.

Tendo em vista que o beneficiário do programa social de distribuição de renda não possui uma renda comprovada, os descontos são feitos diretamente no valor do benefício. Isso significa dizer que, a cada calendário de pagamentos do Auxílio Brasil, a Caixa Econômica Federal (CEF), que é, portanto, o banco responsável pelos repasses do programa, pagará somente o saldo que já está descontado do empréstimo consignado.

Por exemplo, supondo que o valor de cada parcela do empréstimo consignado do Auxílio Brasil fique em R$ 200 reais, quem contratar o crédito consignado, enquanto o Governo Federal paga o benefício de R$ 600 reais por mês, receberá somente R$ 400 reais por mês nos próximos meses.

0 comments… add one

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.