Questão resolvida sobre concentração de oxigênio em lagoa, da UERJ

(UERJ/2014- 2º EXAME)
Com as chuvas intensas que caíram na cidade do Rio de Janeiro em março de 2013, grande quantidade de matéria orgânica se depositou na lagoa Rodrigo de Freitas. O consumo biológico desse material contribuiu para a redução a zero do nível de gás oxigênio dissolvido na água, provocando a mortandade dos peixes.

O volume médio de água na lagoa é igual a 6,2 x 106 L. Imediatamente antes de ocorrer a mortandade dos peixes, a concentração de gás oxigênio dissolvido na água correspondia a 2,5 x 10-4 mol.L-1.
Ao final da mortandade, a quantidade consumida, em quilogramas, de gás oxigênio dissolvido foi igual a:
A) 24,8
B) 49,6
C) 74,4
D) 99,2

RESOLUÇÃO:
Como o consumo de oxigênio é zerado ao final da mortandade, tem-se que a quantidade (em mols) de O2 consumida corresponde a:
1 L ————— 2,5 x 10-4 mol
6,2 x 106 L –   y mols
y = 1550 mols de O2.

A questão pede a massa de O2 consumida.
Como a massa atômica do oxigênio é 16 u.m.a., tem-se que a massa molecular do O2 é 32 u.m.a. Então:
1 mol de O2  ———— 32 g
1550 mols —————- m
m =49600 g
m = 49,6 Kg.
Resp.: B

VEJA TAMBÉM:
Questão resolvida sobre concentração de poluentes do ar, da UFT 2020

0 comments… add one

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.