Questão resolvida envolvendo a canção Sina do Caboclo, do Enem

(Enem/2014) 
Mas plantar pra dividir
Não faço mais isso, não.
Eu sou um pobre caboclo,
Ganho a vida na enxada.
O que eu colho é dividido
Com quem não planta nada.
Se assim continuar
vou deixar o meu sertão,
mesmo os olhos cheios d’água
e com dor no coração.
Vou pro Rio carregar massas
pros pedreiros em construção.
Deus até está ajudando:
está chovendo no sertão!
Mas plantar pra dividir,
Não faço mais isso, não.
VALE, J.; AQUINO, J. B. Sina de caboclo. São Paulo: Polygram, 1994 (fragmento).

No trecho da canção, composta na década de 1960,
retrata-se a insatisfação do trabalhador rural com

A) a distribuição desigual da produção.
B) os financiamentos feitos ao produtor rural.
C) a ausência de escolas técnicas no campo.
D) os empecilhos advindos das secas prolongadas.
E) a precariedade de insumos no trabalho do campo.

RESOLUÇÃO:
A questão retrata um sistema de produção conhecido como meeiro, em que o proprietário da terra (latifundiário) fornece o terreno e, às vezes, algum insumo, e o meeiro ocupa-se de todo o trabalho. À época da colheita, a produção é dividida (a parcela que fica com o latifundiário é combinada entre as partes).
No trecho da canção acima, o meeiro mostra-se insatisfeito com esse sistema de produção (o que estimula, na realidade, o abandono do campo e a migração para os grandes centros).
Resp.: A

VEJA TAMBÉM:
Questão resolvida sobre modelos de produção industrial, da USCS 2019

0 comments… add one

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.