Questão comentada sobre poema envolvendo Canudos, do Enem

(Enem 2013 – PPL)
Eu mesmo me apresento: sou Antônio:
sou Antônio Vicente Mendes Maciel
(provim da batalha de Deus versus demônio
Com a res publica marca de Caim).
Moisés, do Êxodo ao Deuteronômio,
Sou natural de Quixeramobim,
O Antônio Conselheiro deste chão
Que vai ser mar e o mar vai ser sertão.

ACCIOLY, M. Antônio Conselheiro. In: FERNANDES, R. (Org.). O clarim e a oração:
cem anos de Os sertões. São Paulo: Geração Editorial, 2001.

O poema, escrito em 2001, contribui para a construção de uma determinada memória sobre o movimento de Canudos, ao retratar seu líder como
A) crítico do regime político recém-proclamado.
B) partidário da abolição da escravidão.
C) contrário à distribuição da terra para os humildes.
D) defensor da autonomia política dos municípios.
E) porta-voz do catolicismo ortodoxo romano.

RESOLUÇÃO:
Inicialmente deve-se lembrar de a Guerra de Canudos (Bahia, entre 1896 e 1897) tinha cunho sócio-religioso e teve como uma de suas causas, a crise econômica e social em que se encontrava a região à época.
Voltando ao poema, tem-se uma mistura de promessas de prosperidade sobre a república (e que não atingiam a população local) e um fanatismo religioso que associou uma simpatia pelo império que tinha o catolicismo como religião oficial.
Resp.: A

VEJA TAMBÉM:
Questão comentada sobre movimentos culturais, da EBMSP 2018

0 comments… add one

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.