Confira se você está no 1º lote da restituição do IR 2020

A partir de sexta-feira (29), a Receita Federal vai começar a pagar o primeiro lote de restituições do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF 2020). De acordo com a Receita, a restituição será paga para 901.077 pessoas nesse lote. Até agora, apenas metade dos contribuintes entregou as declarações, ou seja, cerca de 15,3 milhões de pessoas, do total de 32 milhões que devem prestar contas com o Leão.

Por conta da pandemia causada pelo coronavírus, o prazo para entregar a declaração foi prorrogado até o dia 30 de junho. Para o ano de 2020 tivemos mudanças na declaração do imposto de renda: confira!

Apesar disso a restituição continuou sendo mantida em cinco lotes, que estão programadas para ser pagas entre maio e setembro. Os especialistas alertam que quanto antes for realizada a declaração, mais benefícios o contribuinte poderá desfrutar. Por exemplo, o contribuinte pode dispor de um empréstimo no banco, que é lançando com base em uma linha de antecipação da restituição do IRPF.

Em entrevista ao jornal Extra, Mateus Lúcio, do Grupo Gr Discovery disse que “As pessoas associam Imposto de Renda a ter que pagar mais ao governo, quando nem sempre é assim. Parece que está todo mundo esperando as coisas voltarem ao normal para se preocupar com isso de novo, mas, na verdade, essa atitude não ajuda”.

Aqueles que possuem imposto a pagar, o vencimento das cotas também foram prorrogados, porém, o calendário é único para todos, independentemente de quando cada um fizer sua declaração.

No dia 30 de junho, a primeira parcela ou cota única vencerá, esse também é o dia em que terminará o prazo para prestar contas com a Receita Federal. Já as outras vencerão no último dia útil dos meses seguintes, sendo o vencimento da última e oitava cota em 29 de janeiro de 2021.

Para aqueles que optarem pelo pagamento do imposto devido em até oito vezes, os especialistas alertam que apenas a primeira parcela não tem incidência juros.

Nas outras são cobrados 1% mais a taxa Selic do período, por isso o ideal é parcelar o imposto devido no menor número possíveis, para reduzir os juros.

Aqueles que não declararem o IRPF no prazo, pagam uma multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido, quando o contribuinte tem algo mais a pagar ao governo.

Como saber se estou na restituição do IRPF 2020

Na última sexta-feira, 22 de maio, foi aberta a consulta ao primeiro lote de pagamento da restituição. Para saber se possuí direito ao estorno do dinheiro, o contribuinte deve entrar no site da Receita.

Será preciso informar seu número de CPF e a data de nascimento. Automaticamente o portal vai indicar se a sua declaração foi inclusa neste primeiro pagamento, ou não.

0 comments… add one

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.