Bolsa Família pode ter novos valores no segundo semestre de 2021

Neste ano de 2021, o Governo Federal tem a pretensão de antecipar a reformulação do programa social Bolsa Família. E de acordo com informações que foram fornecidas por fontes administrativas federais, as discussões sobre o que vai ter de novo no Programa Bolsa Família estão avançando cada vez mais. Ou seja, muitas novidades podem estar vindo por aí, principalmente no segundo semestre do ano.

Diante da demora na tramitação da aprovação do pagamento das novas parcelas do Auxílio Emergencial, cuja última parcela foi paga no mês de dezembro de 2020, o Ministério da Cidadania tem estudado colocar na pauta o aumento do valor do benefício do Bolsa Família. E esta é uma hipótese que vem sendo cada vez mais discutida com o passar do tempo. Uma hipótese que, na verdade, pode não demorar muito tempo para se tornar uma realidade mais concreta.

E com o principal objetivo de dar cada vez mais força para a sua agenda social de benefícios para a população, o Governo Federal fez o anúncio de que vai antecipar o lançamento do novo Bolsa Família neste ano. Afinal, é isso pelo o que muitos beneficiários do programa social tem esperado desde que os rumores sobre as novidades começaram a circular na imprensa.

Na verdade, as novas propostas já vem sendo estudadas no âmbito do Governo Federal há algum tempo e possui como um dos seus objetivos mais centrais, aumentar a quantia do valor que é pago por meio do Bolsa Família para os brasileiros, assim como fazer o reajuste da renda mínima para as pessoas que desejam ser beneficiárias do programa daqui em diante.

Portanto, é praticamente certo que coisas novas virão sobre o Bolsa Família em 2021. Só resta saber se o Governo vai conseguir bancar todas as novidades que vem sendo discutidas e prometidas pela equipe econômica do ministro Paulo Guedes. Afinal, o próximo período eleitoral não está tão distante quanto se pensa, e o tempo para que o Bolsa Família possa ser usado como uma estratégia de campanha de reeleição do presidente já começou a contar.

Mas afinal, quais serão os novos valores do Bolsa Família em 2021?

De acordo com informações que tem circulado nos bastidores do Governo, o programa Bolsa Família vai passar a distribuir um Auxílio Creche no valor de R$ 250,00 reais, bem como o pagamento de um benefício com parcelas de R$ 200,00 reais para os alunos que estudam nas escolas públicas do país, seja a nível municipal ou a nível estadual.

Além disso, ainda vai haver um benefício para o aluno que ganhar prêmios escolares de projetos de iniciação científica, assim como um valor de bolsa variável para as famílias que tenham na sua composição do grupo familiar, mulheres gestantes e crianças.

De uma perspectiva geral, o objetivo do Governo é o de implementar 6 (seis) novos benefícios sociais dentro do Bolsa Família. Estes possíveis benefícios que podem passar a fazer parte do Bolsa Família neste ano de 2021 são os seguintes:

  1. Auxílio Creche no valor de R$ 250,00 reais por mês para o pagamento da mensalidade em creches privadas particulares, comunitárias, confessionais, beneficentes ou filantrópicas que ofertam educação infantil, seja em tempo parcial ou em tempo integral
  2. Bolsa no valor de R$ 200,00 reais, que deve ser paga em uma parcela única, de bonificação escolar para os alunos que se destacam pelo desempenho em suas turmas, seja no desempenho acadêmico ou no desempenho esportivo durante o ano letivo
  3. Bolsa mensal no valor de R$ 100,00 reais, acrescido de um prêmio anual de R$ 1000,00 reais para os alunos que se destacam em atividades esportivas no âmbito escolar
  4. Bolsa mensal no valor de R$ 100,00 reais, acrescido de um prêmio anual de R$ 1000,00 reais para os alunos que se destacam em projetos de iniciação científica
  5. Benefício 1ª Infância, que seja direcionado para as famílias com crianças que tenham idade entre zero e 36 meses incompletos, no valor de R$ 96,00 reais por cada criança
  6. Benefício Variável, direcionado para as famílias que tenham mulheres gestantes ou pessoas com idade entre 3 e 21 anos de idade incompletos, no valor de R$ 48,00 reais por cada pessoa

No entanto, somente o tempo poderá mostrar se, de fato, o Governo Federal vai conseguir implementar todas as novas medidas que foram citadas anteriormente no Bolsa Família a partir do segundo semestre deste ano. Afinal, um projeto de reformulação como esse não é feito da noite para o dia. Mas ao mesmo tempo, há um esforço da equipe econômica para fechar o ano com o maior número de novas medidas econômicas que for possível, uma vez que a popularidade do novo governo depende essencialmente de decisões como essas.

0 comments… add one

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.