Enem pode ter número de questões reduzido e prova em apenas um dia

Enem 2020 pode ocorrer apenas em um dia

Na quarta-feira, 20 de maio, o Inep anunciou o adiamento das provas do Enem. As novas datas deverão ser escolhidas através de uma votação realizada pelos inscritos; se 30 ou 60 dias à frente da data prevista em edital.

Adiamento do Enem compromete Instituições Particulares

Esse adiamento das provas traz, contudo, uma série complicações às Instituições particulares que, em tese, começarão o ano letivo de 2021 em fevereiro, e muitos dos estudantes destas instituições fazem ingresso por meio do ProUni ou do Fies. Como estes dois programas dependem da nota do Enem, as provas deste exame precisam de ser corrigidas e as notas divulgadas até, muito tardar, início de fevereiro. E é aí que está o problema;  com o Enem constituído por 180 questões distribuídas em 2 domingos + 1 redação, é impossível a divulgação da nota até início de fevereiro, caso as provas sejam aplicadas em janeiro.

Há rumores no Ministério da Educação de que os técnicos envolvidos com o exame estão em estudos para determinar quantas questões o Enem deve ter para ser aplicado em apenas um dia, sem perder a precisão que o modelo estatístico confere à prova. Uma primeira ideia seria a redução de 45 questões para 30 questões por área, totalizando 120 questões e com enunciados mais curtos.

A hipótese de retirar a Redação para tornar a correção mais rápida também foi levantada, embora, não bem vista pela equipe organizadora do Enem.

Como é o Enem hoje? 

O modelo atual, aplicado em 2019, coloca o Enem com 180 questões (divididas em 4 áreas do conhecimento) + 1 redação, com provas realizadas em 2 domingos consecutivos.
1º domingo: Linguagens + Ciências Humanas + Redação
2º domingo: Ciências da Natureza + Matemática

0 comments… add one

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.