Enade: Exame será aplicado em novembro referente às áreas do Ano II do ciclo avaliativo

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou a intenção de aplicar o  Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) para estudantes dos 30 cursos, que compõem o chamado Ano II do Ciclo Avaliativo em novembro de 2021.

De acordo com o INEP, a prova deveria ter sido aplicada no dia 22 de novembro de 2020, mas foi adiada com o aval da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes), devido às restrições impostas pela pandemia da covid-19, e os consequentes impactos da crise sanitária, no cronograma de aulas das instituições de ensino superior de todo o país.

De acordo com o presidente da Conaes, o professor da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Mário César Barreto Moraes, a proposta será aplicar a prova para cerca de 470 mil estudantes de cursos do chamado Ciclo II foi aprovada na última reunião da comissão, na quinta-feira, 22 de abril.

Cursos e áreas avaliadas

Dezessete cursos de licenciatura, dez de bacharelado e três de tecnologia devem ser avaliados na aplicação do Enade ao Ano II do Ciclo Avaliativo. São eles:

Licenciatura

  • Artes visuais;
  • Ciência da computação;
  • Ciências biológicas;
  • Ciências sociais;
  • Educação física;
  • Filosofia;
  • Física;
  • Geografia;
  • História;
  • Letras – inglês;
  • Letras – português;
  • Letras – português e espanhol;
  • Letras – português e inglês;
  • Matemática;
  • Música;
  • Pedagogia;
  • Química

Bacharelado

  • Ciência da computação;
  • Ciências biológicas;
  • Ciências sociais;
  • Design;
  • Educação física;
  • Filosofia;
  • Geografia;
  • História;
  • Química;
  • Sistemas de informação

Tecnológico

  • Tecnologia em análise desenvolvimento de sistemas;
  • Tecnologia em gestão da tecnologia da informação;
  • Tecnologia em redes de computadores

Enade

O Exame é aplicado desde 2004, com objetivo de avaliar o rendimento dos concluintes dos cursos de bacharelado e superiores de tecnologia em relação às diretrizes curriculares, bem como o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias à formação geral e profissional e o nível de atualização dos estudantes em relação à realidade brasileira e mundial.

0 comments… add one

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.