Bolsonaro chama manifestantes em prol da Educação de “idiotas úteis”

Bolsonaro chama manifestantes em prol da Educação de “idiotas úteis”
5 (100%) 1 vote[s]

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), afirmou na manhã desta quarta-feira, dia 15 de maio, que os manifestantes em prol da Educação, contra o contingenciamento de verbas, são “massa de manobra” e “idiotas úteis”. A fala foi realizada em Dallas, no estado norte-americano do Texas, onde o do Executivo se encontrará com o ex-presidente dos Estados Unidos, George W. Bush.

De acordo com Bolsonaro, os manifestantes que tomaram as ruas em todo o Brasil neste dia 15 de maio são manipulados por uma minoria que comanda as universidades federais.

“É natural, mas a maioria ali é militante. Se você perguntar a fórmula da água, não sabe, não sabe nada. São uns idiotas úteis que estão sendo usados como massa de manobra de uma minoria espertalhona que compõe o núcleo das universidades federais no Brasil”, disse.

Em seguida, Bolsonaro argumentou sobre o contingenciamento de verbas e argumentou que não se trata de corte. “Nós temos um problema, peguei um Brasil destruído economicamente também. Então, as arrecadações não eram aquelas previstas de quem fez o orçamento para o corrente ano”, disse o presidente. E continuou: “Se não houver contingenciamento, eu simplesmente vou de encontro com a Lei de Responsabilidade Fiscal”, completou.

O presidente afirmou ainda que os milhares desempregados do país não têm qualquer qualificação porque o Partido dos Trabalhadores (PT) não cuidou devidamente. “Se você pega as provas, que acontecem de três em três anos, está cada vez mais ladeira abaixo. A garotada, com 15 anos de idade, na oitava série, 70% não sabe uma regra de três simples. Qual o futuro dessas pessoas?”, questionou.

Manifestações em defesa da Educação

Estudantes, professores, técnico-administrativos, movimentos sociais de todo o Brasil protestam, na manhã desta quarta-feira (15/05/2019), contra o contingenciamento de verbas da Educação anunciado pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL). A comunidade acadêmica prometeu uma Greve Nacional, convocada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).

0 comments… add one

Leave a Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.