Resumo de Paraisos Artificiais, de Paulo Henriques Britto

domingo, 30 de maio de 2010

O Resumo de Paraísos Artificiais de Paulo Henriques Britto (poeta, professor e tradutor brasileiro) foi reunido pelo portal VestibulandoWeb. Estreou como poeta em 1982, com Liturgia da matéria, a que se seguiu Mínima Lírica (1989), Trovar Claro (1997), com o qual recebeu o Prêmio Alphonsus de Guimarães, da Fundação da Biblioteca Nacional, e Macau (2003), com o qual recebeu o prêmio Portugal Telecom de literatura brasileira.



O livro Paraísos artificiais, de Paulo Henriques Britto, publicado em 2004, título poético, por remeter aos Paraísos artificiais (escritos sobre o ópio, o haxixe e o vinho) de Charles Baudelaire, reúne nove contos, a maior parte escrita nos anos 70 e reescrita ao longo das últimas décadas. Mais recentemente, lançou Tarde, seu novo livro de poemas.

- Leia o resumo completo de Paraísos Artificiais, de Paulo Henriques Britto

Leia também:
- A Copa do Mundo e o Vestibular
- Melhores redações do vestibular 2010 da Fuvest
- Filosofia pode decidir vaga no vestibular

0 comentários:

Postar um comentário

 
 
 

Participar deste Blog

Últimos comentários...